A Técnica de “Linha Viva” foi desenvolvida nos Estados Unidos, permitindo operar em sistemas energizados. Diante da enorme quantidade de serviços executáveis, a partir desta técnica, foram desenvolvidos três métodos considerados relevantes:

- Método ao Contato - Utilizado em operações de baixa  tensão, onde se faz necessário o contato direto com o operador e a parte energizada. Para tal, utilizam-se de proteções isolantes que cobrem toda a área possível de contato indevido, e mantendo-se o operador isolado através de plataformas, cestas aéreas, luvas e mangas. É aplicável à classe de tensão de até 15 kV.

- Método a Distância
- Mantém o operador afastado da parte energizada por meio de ferramentas isoladoras especialmente desenvolvidas. É aplicável às tensões de até 230 kV.

- Método ao Potencial - Aplicável a Alta e Extra-Alta Tensão, que possuem elevado campo magnético, impondo afastamento maior do operador em relação ao potencial. Usa-se, então, vestimentas especiais que tem propriedades de blindagem elétrica e anti-chamas, denominada de Roupas Condutivas, que utilizando o Princípio da Gaiola de Faraday equalizam o potencial do operador com a parte energizada, mantendo inerte o campo eletromagnético, possibilitando a execução dos serviços diretamente com as mãos. Aplicável às classes de tensão de 69 à 765 kV.